Para se tornar um bom advogado, é preciso, além de estudar muito, desde a graduação, ter algumas competências e qualidades necessárias, caso queira se dar bem na profissão. Em uma carreira cada vez mais concorrida, com mais de um milhão de advogados inscritos no Brasil, não basta apenas ser aprovado na OAB. É cada vez mais necessário possuir diferenciais e caraterísticas marcantes que podem determinar seu sucesso ou fracasso na advocacia. Dentro da série de matérias sobre os sete anos do Portal, conheça 7 dicas para ser um advogado bem sucedido.

Leia também: 7 filmes que todo advogado deve assistir!

Uma boa formação

Tudo começa por fazer uma boa graduação e ter uma formação acadêmica sólida. Entenda que, não adianta passar cinco anos na faculdade e apenas decorar leis. A legislação pode ser consultada por qualquer um, mas apenas um advogado bem sucedido tem a capacidade de construir um raciocínio lógico e jurídico. Tenha certeza, esta característica já deve ser adquirida durante a graduação.

Inteligência emocional

A inteligência emocional é um diferencial para qualquer carreira. Na advocacia é imprescindível, pois ao longo da carreira, o advogado tem de lidar com várias situações, muitas destas delicadas e estressantes na vivência com seus clientes.

Leia: 7 provas da OAB que mais aprovaram.

Atitude empreendedora

Este ponto é fundamental. O Brasil é o país com mais advogados em todo o mundo. Já são mais de um milhão deles em busca de um lugar ao sol. Sendo assim, saber empreender pode fazer a diferença para o seu sucesso. É preciso analisar o mercado e saber decidir questões como abrir ou não um escritório, buscar sócios, correspondentes ou ainda ingressar numa carreira pública.

Trabalhar em equipe

Sozinho fica mais difícil ser um advogado bem sucedido. Então, saber trabalhar em equipe é uma habilidade importante e pode trazer excelentes resultados em seus objetivos. Pense nisso.

Oratória e capacidade de persuasão

Opa, aqui neste ponto, encontramos uma habilidade importantíssima. Perceba, por exemplo, a atuação de um criminalista durante a sustentação oral e um júri. É preciso convencer os jurados, persuadir a plateia e defender assim as garantias legais de seu cliente.

Capacidade de negociação e flexibilidade

Situações onde você vai precisar negociar serão corriqueiras durante a careira na advocacia. E isso passa diretamente por ser flexível. É preciso ser matreiro, esperto, e saber recuar e avança no tempo certo. Assim, você e seus clientes saem ganhando, acredite.

Boa redação e ortografia

Aqui ressaltamos o poder de coesão textual. Organizar as ideias e redigir um texto jurídico claro e objetivo. Pense que um juiz, por exemplo, tem centenas d processos e, ao escrever, leve isso em consideração. Lembre ainda que o domínio da língua é fundamental.

Tags:

  • Show Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

comment *

  • name *

  • email *

  • website *