Advogados em tempos da Operação Lava Jato

A famosa Operação Lava Jato marca uma fase de destaque internacional do judiciário brasileiro. A prisão de políticos renomados do alto escalão do poder, de empresários influentes, além da condenação de um ex-presidente da república lançou os holofotes do mundo para o juiz Federal Sérgio Moro. Entretanto, de forma mais discreta, a atuação dos advogados é ainda maior que a dos magistrados. Mesmo com gigantescas remunerações, os advogados em tempos da operação Lava Jato, aqueles que atuam diretamente, têm uma missão hercúlea pela frente.

Mercado para os criminalistas

Apenas na fase inicial da Operação, cerca de 30 bancas de advogados, em sua maioria do estado de São Paulo, atuaram em defesa dos indiciados. Juntas, estimativas da Revista Veja apontam uma movimentação de R$ 70 milhões em honorários. Isso se levarmos em conta apenas os escritórios de advogados criminalistas. Também trabalham em defesa de seus clientes escritórios do ramo cível, que atuam, por exemplo, em renegociação de acordo com credores.

Os custos da defesa

Atualmente, os principais advogados de defesa da Operação Lava Jato cobram em média de R$ 3 milhões e R$ 5 milhões por dedicação quase que exclusiva a seus clientes. Lembrando que cerca de metade dos honorários já são pagos logo nos primeiros meses. Os valores são calculados com base no tempo de dedicação e complexidade do caso. Os ganhos são de fato vultuosos, todavia um processo desses pode levar mais de dez anos de trabalho para o advogado.

Missão dura para os advogados

Já sabemos que tão gigantesca quanto os honorários é a missão profissional dos advogados de defesa dos indiciados pela Lava Jato. O trabalho vai muito mais além da simples sustentação de teses e também envolve o cuidado com a imagem dos clientes. Muita vezes, o advogado se preocupa com cenas vexatórias e busca a preservação do seu cliente. No Operação Lava Jato, por exemplo, uma advogada combinou com os agentes da Polícia Federal um horário para que seu cliente se entregasse. Porém, antes da hora marcada, ela mesma levou o cliente à sede da PF, apenas para evitar que ele fosse fotografado de algemas.

Tags:

  • Show Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

comment *

  • name *

  • email *

  • website *

You May Also Like

Minha mãe é advogada

Certamente, você que nos lê neste domingo, pode e deve dizer “Minha mãe é ...

Advogado é preso por ficar com dinheiro do cliente!

Atenção, oabeiros! advogado é preso em Londrina um advogado de 40 anos, a prisão ...

Inscrições para pós-graduação Estácio+CERS até domingo

Já estamos no segundo semestre de 2016 e você ainda não iniciou a aquela ...

Como encarar a repescagem OAB

Após a divulgação do resultado final do XXX Exame de Ordem, muitos não conseguiram, ...