Como lidar com as frustrações nos estudos?

Olá, OABeiro!

Estudar para a OAB não é simples ou fácil, e isso envolve muita dedicação e comprometimento. Porém, independentemente do quão focado ou bem planejado você esteja, é possível que alguns imprevistos ou resultados insatisfatórios surjam, e você terá que lidar com algumas frustrações por conta disso.

Por esse motivo, reunimos aqui 3 dicas valiosíssimas para te ajudar a encarar os desafios e frustrações de outra forma, tornando sua caminhada rumo à tão sonhada Carteira da OAB mais leve e simples.

 

Estabeleça metas possíveis e faça um planejamento viável

A organização é fundamental para que seus estudos fluam da melhor maneira. Porém, é essencial que seu planejamento seja realista. Por isso, ao montar seu cronograma de estudos – seja ele diário, semanal ou até mensal -, preste atenção à quantidade de conteúdos que você quer estudar nesse período, conciliando com as demais atribuições cotidianas com as quais você deve lidar. Não ter metas rígidas e atribuladas demais é um excelente meio de evitar frustrações por não conseguir cumpri-las.

Além disso, lembre-se de sempre deixar no seu horário um período para lidar com imprevistos ou para pôr em dia assuntos e pendências que ficaram atrasados por algum motivo. Dessa forma, você sempre terá um momento reservado para emergências, evitando atrasos e, portanto, chateações.

 

Reserve um tempo para refletir

É essencial que você reserve algum momento da sua rotina para pensar sobre os aspectos que deram certo e os não tão satisfatórios naquele dia ou semana.

Durante esses momentos de reflexão, você deve ser honesto consigo mesmo. Você pode se perguntar “por que não atingi o resultado que queria nesse dia?”, “será que me distraí demais no celular?”, “o que posso fazer para evitar que isso se repita amanhã?”. Por meio dessas análises, será mais fácil identificar os “gatilhos” para os comportamentos que te geram frustração, o que torna possível evitá-los.

 

Evite comparações

Uma das maiores causadoras de frustração nos OABeiros é, sem dúvidas, a comparação constante com outros estudantes. Seja nas redes sociais, quando seu colega posta sobre os próprios estudos, ou no dia a dia, por meio de conversas cotidianas, a comparação virou um hábito comum.

Apesar de algumas pessoas gostarem de se comparar com os colegas, para fixar um padrão de estudos, essa prática é quase sempre mais prejudicial que benéfica. As comparações podem gerar ansiedade e, é claro, frustração quando você não consegue alcançar a mesma meta que seu conhecido diz cumprir diariamente – e isso pode fazer com que você se sinta desmotivado ou incapaz.

Procure ter em mente que cada um tem seus próprios desafios, características e limitações, então não é esperado que você tenha a mesma rotina de estudos que as outras pessoas. Além disso, suas atribuições diárias (trabalho ou estágio, afazeres domésticos, um pet para cuidar, etc) são únicas. Por isso, você deve desenvolver um planejamento que respeite seus horários e limites, sem comparar seus resultados aos dos outros.

E mais! Leia também: COMO FAZER UM ROTEIRO PARA A PEÇA PROFISSIONAL DA OAB 2 FASE?

Tags:

  • Show Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

comment *

  • name *

  • email *

  • website *

You May Also Like

Advocacia como atividade essencial

Justiça do Amapá reconhece advocacia como atividade essencial durante a pandemia

Após a aprovação do Conselho da OAB Amapá, foi impetrado Mandado de Segurança Coletivo ...

Supremo considera constitucional a citação por hora certa prevista no CPP

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) considerou constitucional a citação por hora certa, ...

5 livros de Augusto Cury que você precisa ler

Durante seus 25 anos de carreira, o Dr. Augusto Cury atuou como psiquiatra, pesquisador ...

3 segredos para intensificar os estudos antes da 1ª fase da OAB XVIII

Bacharéis de Direito de todo o Brasil serão submetidos, no dia 29 de novembro, ...

Como apresentar o TCC sem transmitir nervosismo

Se além da sua preparação para o Exame de Ordem, você também precisa se ...