Como organizar os pensamentos na hora de falar em público

miziara-comunicaçãoUma pesquisa realizada nos Estados Unidos, em 1977, ficou muito famosa no mundo inteiro pois os pesquisadores descobriram que o medo de falar em público era o segundo maior medo da humanidade, perdendo somente para o medo da morte. Se você analisar friamente esses dados, vai entender que muita gente que respondeu preferia morrer ao ter que falar em público! O que vamos discutir aqui é exatamente como não ceder a esse medo.

Costumo dizer que as pessoas têm medo de ir mal em uma apresentação e não somente se apresentar. Quando você entende como organizar as ideias, fica muito mais fácil de conseguir alcançar o objetivo desejado.

 

 

Esse texto vai trazer dicas importantes e bem objetivas para você colocar em prática hoje mesmo e ficar mais seguro na hora de apresentar seus projetos, seja em uma reunião com poucos participantes ou para um grande público.

 

1. Pré-apresentação

Inicialmente, é preciso planejar a apresentação e treiná-la. Lembre-se que essa é a hora de apresentar aquilo que você planejou e desenvolveu, logo, se não tiver planejado algo relevante e interessante, apresentará algo sem fundamento e sem interesse para o público. Para facilitar, vamos dividir a sua apresentação em três etapas. É muito mais fácil se encontrar quando você tem as etapas bem definidas do que quando tem uma apresentação com “etapa única”. Retomar o raciocínio fica muito mais fácil se você organizar a sua apresentação dividindo-a em início, meio e fim.

2. Início

Na primeira fase, o início, você precisa mostrar para o público que você entende do assunto. Falar a sua formação, o tempo que pratica tal atividade ou quanto tempo está dedicado ao projeto são algumas possibilidades de ganhar a confiança do público. Logo depois, você precisa trazer pontos de interesse, demonstrando por que aquele tema tem relevância e deve ter a atenção do público. Importante: você não deve demorar muito nessa fase! A ideia é mostrar que você tem credibilidade e fazer com que a audiência entenda que o tema será de grande valia.

3. Argumentação

Após conquistar a confiança e a atenção, chega a hora de argumentar. Uma dica interessante é saber o poder dos seus argumentos. Se os argumentos forem todos fracos, traga-os juntos, para dar força na sua capacidade de argumentação e aumentar o peso deles. Se os argumentos forem fortes, diga um a um, destacando ponto a ponto com o objetivo de apresentar uma argumentação robusta e com muitos detalhes que confirmem a sua tese.

4. Etapa final

Na etapa final, lembre-se de dizer o que você deseja da pessoa que ouve você. Você pode desejar que ela compre algum produto, que vote em você ou acesse um site. Direcione o público e não se esqueça: assim como em um filme, é do final que eles vão se lembrar.

 

Tendo essas etapas em mente e organizando o pensamento nessas três “caixas”, você conseguirá saber exatamente em que parte da apresentação você está e, com isso, terá mais segurança e controle em seus discursos. Desejo muito sucesso e excelentes apresentações!

guilherme-miziara

 

 

 

 

 

Quer receber dicas e conteúdos gratuitos sobre comunicação e apresentação? CLIQUE AQUI

  • Show Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

comment *

  • name *

  • email *

  • website *

You May Also Like

Descentralização Produtiva e Direito do Trabalho

"O estudo do processo de terceirização comprova a existência de duas modalidades de terceirização, ...

OAB: questões subjetivas para 2ª fase de Direito Penal

O professor Geovane Moraes selecionou algumas questões subjetivas para a prova de 2ª fase ...

As vantagens dos livros digitais

O CERS mudou sua plataforma de livros digitais. A nova plataforma de leitura permite ...

OABEIROS: É hora de manter a calma e a esperança

Não etá sendo fácil digerir a notícia da suspensão do calendário OAB nos Exames ...

A importância do estágio na advocacia

Em todas as carreiras o estágio, que em alguns cursos inclusive é obrigatório, é ...