Como otimizar os estudos após saída do edital OAB

Na última segunda-feira, dia 18 de Setembro, foi publicado o edital do XXIV Exame da Ordem. Se você é bacharel em Direito e está se preparando para a primeira fase prova, é chegada a hora de dar todo o gás! Nesta reta final, vamos te ajudar a conquistar a sua tão carteirinha vermelha! Vamos juntos?

Para que você saiba exatamente o que fazer, nós trouxemos a professora do CERS Cursos Online, Cristiane Dupret. Com base em pesquisas sobre a neurociência, ela vai te ensinar a descobrir como compreender e assimilar melhor os conteúdos estudados. Confira o passo a passo:

Como entender o processo de estudo

Se já te aconteceu de estudar bastante, mas sentir dificuldade de lembrar dos assuntos, preste bem atenção: o seu processo de aprendizagem precisar passar por etapas. Existem três passos necessários para garantir a sua compreensão:

– Passo 1: Coletar dados

Esse momento acontece quando você está assistindo à uma aula ou lendo um livro, por exemplo.

– Passo 2: Estudo dos dados coletados

Aqui já você começa a fazer resumos dos vídeos que assistiu, áudios que ouviu ou páginas que leu. A partir do seu raciocínio, anotações e resolução de questões, você vai perceber o que o seu cérebro vai passar a registrar que as informações coletadas são importantes. A partir daí, o seu cérebro vai começar a hierarquizar as informações. Isso pode acontecer ao longo do dia. Em outras palavras, é dessa maneira que o seu cérebro irá priorizar, organizar e hierarquizar tudo o que você estudou. Assim, ele vai saber exatamente o que você precisa entender, guardar e memorizar.

– Passo 3: Aprendizagem

Agora, você terá a efetiva aprendizagem. É quando você já entendeu, ganhou significado e consegue recuperar aquela informação.

 

Identifique seu canal de aprendizagem preponderante

Antes de mais nada, é importante assimilar bem o conteúdo da melhor maneira que você encontrar. Cada pessoa tem o seu jeito de estudar e, quando você descobre qual o seu canal de aprendizagem preponderante, você pode usar isso ao seu favor. Assim, você poderá estudar de uma maneira mais direcionada. Em geral, há três canais de aprendizagem:

– Visual

Você pode estudar por meio de mapas mentais, quadros esquemáticos, legenda de cores.

– Auditivo

Você pode gravar o seu resumo em formato de tópicos. Você pode ouvi-las e introjetá-las como achar melhor. Pode ser na academia, por exemplo.

Cinestésico

Você pode utilizar exemplos, resolução de questões ou análise de casos concretos, entre outros.

Para saber em qual deles você se adequa melhor, é interessante responder testes na internet voltados para essa descoberta.

 

Siga um cronograma

Você precisa ter organização. Quando você tem o seu cronograma, consegue dividir as matérias num critério de importância. É interessante dividir as matérias. Tente olhar pelo menos dois conteúdos diferentes por dia para não cansar o seu cérebro com aquela mesma informação. O cuidado para não estudar muito uma coisa só é importante para que você não comece a ler, ouvir ou assistir mecanicamente os assuntos, sem assimilar mais nada. Dentro desse cronograma, você conseguirá organizar o seu tempo para desenvolver uma disciplina.

 

Faça pausas estratégicas

Há dois tipos de pausas estratégicas:

Uma serve para te ajudar na compreensão de determinada informação. Se, durante uma aula, você não entender determinado tópico, faça uma pausa estratégica e procure compreender. Você pode perguntar, escutar novamente ou buscar outros mecanismos. O importante é não continuar com aquela dúvida.

A outra serve para permitir que o seu cérebro descanse. Existe uma média que diz que o nosso cérebro só consegue captar mensagens por períodos de 40, 50 ou 60 minutos, no máximo. Intercalar os estudos com pausas estratégicas de 10 a 15 minutos entre os assuntos é o ideal para você recuperar a sua capacidade de concentração. Mas, atenção: essa pausa deve realmente permitir que o seu cérebro descanse, realizando uma atividade totalmente diferente da que você estava fazendo. O importante é relaxar um pouco.

 

Revise constantemente

Não adianta bombardear o cérebro apenas com novas informações. Você precisa desenvolver estratégias para não sofrer com o famoso “branco na hora da prova”. É que quando você tem o primeiro contato com uma informação, ela é armazenada na sua memória de curto prazo. Para que ela passe para a nossa memória de longo prazo, também conhecida como “memória de trabalho”, é preciso realizar estratégias. Dormir bem e ingerir alimentos saudáveis ajuda bastante. Sobretudo, a revisão é essencial. Isso porque quando você revê aquela informação várias vezes, a probabilidade de ela ser apagada do seu cérebro se torna cada vez menor.

Seguindo esse passo a passo aliado a sua dedicação, as chances de você se dar bem na prova podem aumentar significativamente. Então não perca tempo e comece já a otimizar os seus estudos!

Tags:

  • Show Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

comment *

  • name *

  • email *

  • website *

You May Also Like

Os bastidores da prova OAB

A Ordem dos Advogados do Brasil utiliza toda a expertise da Fundação Getúlio Vargas ...

Reta final para OAB combina com o quê?

Um mês e três dias para a 1ª fase do XVIII Exame de Ordem. ...

Que tal fazer uma pós-graduação em Direito com descontos exclusivos?

Para se destacar no mercado de trabalho e crescer na carreira, o profissional precisa ...

OAB contesta MEC sobre abertura de novos cursos

A Ordem dos Advogados do Brasil, OAB, novamente bateu de frente contra o Ministério ...

OAB assina manifesto em defesa de Felipe Neto!

Atenção, OABeiros! A OAB mais 36 entidades de direito assinaram um manifesto em defesa ...