Olá, futuros advogados e futuras advogadas!

A contagem regressiva para a realização do certame está cada vez mais acelerada e cada minuto é precioso. Por isso, não perca mais tempo e saiba já como reiniciar sua preparação rumo à sua aprovação!

Vamos Juntos!

Leia também:4 estratégias para ser aprovado na OAB

Analisar as últimas provas 

Antes de iniciar qualquer batalha é preciso conhecer o seu inimigo. Faça uma análise detalhada das três últimas provas e observe disciplina por disciplina o grau de dificuldade, o modelo de questões, em qual área você tem mais dificuldade, se por exemplo Direito tributário for seu maior problema, anote! Faça um mapeamento de acordo com os conteúdos cobrados.

Com isso, você terá sua avaliação e entenderá o motivo de não ter sido aprovado, só assim você saberá a melhor forma de estudar e otimizar seu tempo com uma preparação direcionada.

Fazer um planejamento 

Com sua avaliação feita é hora de produzir um cronograma de estudos. A primeira fase é composta por 17 disciplinas,com 80 questões objetivas produzidas pela banca examinadora FGV.

Como as disciplinas não possuem o mesmo número de questões, o que torna algumas matérias mais importantes do que outras, é aconselhável você dar prioridade para as que possuem maior quantidade de questões. E também para aquelas em que você possui maior dificuldade, pois as que você gosta já lhe trarão bons resultados.

Com isso, realizar um cronograma de estudos é fundamental, pois será o seu norte e um compromisso no seu cotidiano trazendo organização e disciplina. Se deseja realizar o seu próprio cronograma, confira esta matéria sobre como montar um cronograma de estudos!

Adotar um método (técnica) de estudo

A sua aprovação é resultado do seu esforço e dedicação, ou seja, depende exclusivamente de você. É essencial o domínio da doutrina, legislação e jurisprudência, além disso o Exame de Ordem exige dos candidatos a memorização e o raciocínio. Por isso, a depender do seu canal de aprendizagem você deve escolher a técnica de estudo que mais otimiza os seus estudos.

Existem diversas técnicas de estudo como os mapas mentais, método mnemônico, a realização de anotações e resumos com o método Cornell, entre outros diversos em que você deve pesquisar e aplicar o que melhor se adequa às suas necessidades e o seu aprendizado.

Por exemplo, o simples ato de revisar o conteúdo pelo menos uma vez na semana traz  inúmeros benefícios como a fixação da matéria. Cabe ressaltar que não se faz necessário nenhuma técnica de outro mundo, a leitura, compreensão, a resolução de questões e o reforço do conteúdo já são efetivos.

Escolher a edição certa

Apesar do tempo em que você está sem estudar, ninguém esquece totalmente o que foi visto durante a graduação. No entanto, não quer dizer que você deve fazer o exame mais próximo. A escolha da prova deve ser feita com cautela, pois caso você não seja aprovado poderá causar uma frustração e se desmotivar para continuar nos estudos.

Você deverá estabelecer um período ideal considerando que a fixação dos conteúdos envolve um processo com várias etapas e não apenas assistir uma aula ou ler um resumo. Portanto, você que está reiniciando sua preparação não está vendo o conteúdo do zero, mas sim relembrando e ninguém esquece por completo o que aprendeu no curso.  Por isso, estabeleça um prazo razoável, por exemplo de 4 ou 5 meses para que obtenha segurança.

Selecionar o material didático

É fundamental ter cuidado na escolha de um material atualizado e idôneo, para que você tenha acesso a um conteúdo aprofundado a partir de aulas teóricas e resolução de questões.

OABeiro esperamos que você consiga reiniciar sua preparação e consiga a tão sonhada aprovação!

Vamos Juntos!

 

 

Tags:

  • Show Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

comment *

  • name *

  • email *

  • website *