Voz e visão são diferenciais na oratória para advogados

Se você pretende seguir a carreira de advogado após conquistar a aprovação na OAB, deve dominar as técnicas da oratória. Não só o que você diz, mas também a maneira como você passa a informação é de fundamental importância. Isso porque para que a sua mensagem seja entendida, é preciso que você a transmita de forma atrativa. Assim, todas as atenções estarão voltadas para a sua fala e seus argumentos serão entendidos.

Para começar, o conteúdo deve ser pesquisado e dominado por você antes da apresentação. Mas junto a ele, você precisa se preocupar também com a forma que será passado. Há outros pontos importantes além da estrutura de começo, meio e fim e equilíbrio dos argumentos que precisam de atenção. Você precisará, literalmente, usar os seu corpo para argumentar.

Na expressão corporal, vale chamar atenção para dois pontos que farão toda a diferença em seu discurso. A sua voz e o seu olhar poderão ser determinantes. Para que você obtenha sucesso em sua defesa, confira algumas dicas para melhorar a sua oratória:

Variação de voz e destaque de palavras

Ela influenciará diretamente na sua argumentação com um outro advogado, um juiz ou um cliente), temos a variação da voz e o destaque nas palavras corretas. Leia a seguinte frase destacando (falando mais alto) a palavra com letras maiúsculas:

— Esse projeto vai trazer um retorno de ATÉ setenta por cento.

— Esse projeto vai trazer um retorno de até SETENTA por cento.

Qual projeto parece melhor? O segundo, certo? O que significa que, em uma mesma frase, você pode destacar ou omitir algum aspecto que julgue importante ou que ache impertinente. Saber variar o tom da voz e destacar as palavras mais importantes no discurso farão com que as pessoas prestem mais atenção aos pontos de destaque do seu discurso e fiquem mais concentradas em seus argumentos. Muitos alunos meus, principalmente na Graduação (por timidez), têm dificuldade de dar destaque nas palavras por terem a voz baixa.

O ideal é destacar a palavra aumentando o volume da voz, mas existem técnicas que auxiliarão você que não consegue modular o volume. As técnicas a seguir conseguem quase o mesmo efeito. São duas as outras possibilidades: você pode colocar uma pausa antes e outra pausa depois da palavra que deseja destacar ou pode separar silabicamente a palavra que gostaria de dar destaque. Tanto em uma quanto na outra você poderá manter o tom de voz que a palavra ganhará o devido destaque. Vale treinar e colocar em prática em seu próximo discurso.

Contato visual

A ferramenta de grande destaque quando o assunto é forma certamente é o contato visual. Seja em uma audiência, em uma sustentação oral ou conversando com outros advogados, você precisa olhar para todos os presentes. É muito comum observar um advogado, em uma sustentação oral, olhando somente para o presidente da mesa. Essa atitude é ruim porque, muitas vezes, o presidente nem voto tem e você, sem querer, deixa de olhar para os outros desembargadores.

Além de ser ruim porque os desembargadores se sentem excluídos, o contato visual tem a função de auxiliar na observação da postura deles. Muitas vezes, quem está ali do outo lado julgando, demonstra por meio de sua postura facial e corporal se entendeu ou não o que você quis dizer. Se ele entender, siga, se não entender, traga outro argumento que reforce o primeiro.

Aqui trago um destaque! Uma reclamação muito comum por parte dos advogados é que os desembargadores não olham para eles quando sustentam oralmente. Sei que isso acontece e, muitas vezes, deixa o profissional chateado e irritado, mas quero trazer aqui uma reflexão: o que você faz para atrair a atenção? Você demonstra que o seu tema tem relevância? Traz um contexto inicial?

Lembre-se de que o desembargador escuta dezenas de sustentações orais toda semana e muitos advogados (muitos mesmo!) vão lá sem organizar o discurso, somente para registrar que sustentaram. Com base nisso, quero auxiliar você no início do discurso. Ele tem a função de mostrar que o discurso tem uma direção e que foi bem planejado. Dessa forma você envolve o desembargador e consegue que ele ouça seus argumentos, afinal, não adianta ter excelentes argumentos se quem julga estiver olhando o celular.

Você pode se interessar por:

A importância da oratória para advogados

Tags:

  • Show Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

comment *

  • name *

  • email *

  • website *

You May Also Like

Checklist: o que você deve levar para a 1ª Fase OAB

Amanhã, 09 de fevereiro, a partir das 13 horas, horário de Brasília, tem início ...

reprovado 14 vezes na oab

Reprovado 14 vezes no Exame de Ordem… e não desistiu!

O medo da reprovação é natural para muitos candidatos ao Exame de Ordem. Afinal, ...

Posso fazer o Exame de Ordem sem ter concluído a faculdade?

Está é uma dúvida comum aos alunos matriculados em cursos de direito. Qual o ...

OAB questiona resolução que pode tornar facultativa presença de advogado

O Conselho Federal da OAB ajuizou ação direta de inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal, ...

Resultado Final OAB em números

Vamos analisar o Resultado Final OAB em números. Por fim, acabou a agonia dos ...