O método de revisão que mudou minha vida!

POR QUE REVISAR?

OABeiros desse Brasil, quanto mais eu estudo, mais me convenço de que a vida de concurseiro é dura. Para passar, não basta aprender um conteúdo. É necessário revisá-lo constantemente. Só assim você o lembrará no dia da prova. Foi o que eu disse na coluna da semana passada, quando expliquei a técnica da revisão espaçada:

Revisões são imprescindíveis. Não adianta aprender mas não revisar. O esquecimento será inevitável.

Você deve estar pensando:

“Tá, Mateus. Tudo bem. Eu já sei que é importante revisar. Mas como revisar?”

COMO NÃO REVISAR

Revisar é reassistir a vídeo-aula na velocidade 2.0? Revisar é reler as partes do livro que você grifou?

Não. Revisar não é reassistir, nem reler. Essas duas técnicas estão ultrapassadas pelo mesmo motivo: nelas, o cérebro recebe passivamente a matéria estudada. Você não está recapitulando o conteúdo, ativamente; você está absorvendo o conteúdo outra vez, passivamente.

O aprendizado é passivo. Aprender é internalizar um conteúdo. Mas a revisão precisa ser ativa. Revisar é treinar sua memória a retomar algo que já está nela.

Revisar é fazer o seu cérebro relembrar o conteúdo sem a ajuda de vídeo-aulas, nem de anotações, nem de livros. Você não terá acesso a nada disso no dia da prova. Por isso revisar para a prova usando anotações, livros e vídeo-aulas é como treinar para uma maratona usando bicicletas: o treino não reproduz a realidade da prova.

COMO EU REVISO?

Então o que fazer? Como revisar de forma ativa, exercitando ao máximo seu cérebro? Eu, pessoalmente, sempre elaboro perguntas sobre o conteúdo que eu acabei de estudar, para respondê-las no dia da revisão. Ou então eu escrevo frases incompletas no meu caderno, para completá-las no dia de revisão.

Suponhamos que você tenha assistido uma aula sobre o recurso de apelação. Aí fez várias anotações:

1) A apelação é o recurso que impugna sentenças.

2) O prazo para interposição da apelação é de 15 dias, contados da publicação da sentença.

Revisar não é reler essas anotações. A releitura é passiva e ela não exercita seu cérebro. Ela não te prepara para relembrar no dia da prova. Então, no dia que você estudou, você vai elaborar um questionário de revisão. Esse questionário é composto por perguntas e por frases incompletas:

1) Quais decisões a apelação impugna?

2) O prazo para interpor apelação é de ______ dias. Esse prazo de interposição é contado a partir de quando?

REVISE COM QUESTIONÁRIOS, NÃO COM ANOTAÇÕES

No dia de revisar, sem reler suas anotações, você vai responder ao questionário que você elaborou no dia que aprendeu a matéria pela primeira vez. Esse questionário deve ser o mais sucinto possível, só com as informações que você realmente precisa lembrar no dia da prova.

COMO DECORAR ARTIGOS?

Esse método é chamado internacionalmente de active recall (lembrança ativa). Ele mudou minha vida. Vai mudar a sua também! Eu já o usei para decorar artigos inteiros da Constituição. Eu escrevia o artigo com trechos incompletos e pregava na parede do meu quarto. Por exemplo, o artigo 1º da Constituição:

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito (…).

Eu escrevia

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união _____ dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado ________ de _______ (…).

Como eu treinava todo dia, eu acabei gravando para sempre que o Brasil é uma união indissolúvel dos três entes da federação, que se constitui em Estado Democrático de Direito. Você pode fazer isso com qualquer artigo. Eu recomendo que faça com os mais complicados e que tem mais chance de caírem na prova.

COMO LEMBRAR TENDO MEMÓRIA DE PEIXE?

Acredite: minha memória é 100% de peixe. Esqueço as coisas rapidinho. Por isso aprendi o valor da revisão. Se eu consigo lembrar o que aprendo, se eu consigo decorar os artigos da Constituição, você consegue também.

Basta ter disciplina para seguir com disciplina uma rotina de revisão ativa do que você aprendeu. Nunca fique muito tempo sem rever a matéria, senão você a esquecerá. E quando você for revisar a matéria, não releia suas anotações ou reveja as vídeo-aulas. Faça melhor! Revise ativamente, com questionários que verdadeiramente exercitam seu cérebro e consolidam o conteúdo na sua memória.

 

 

Tags:

  • Show Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

comment *

  • name *

  • email *

  • website *

You May Also Like

O que você sabe sobre o Direito ao Lazer?

Direito social assegurado pela Constituição Federal a todos os cidadãos, o lazer tem se ...

Sua comunicação é clara e segura?

Sua comunicação é clara e segura? O CERS TV preparou um programa bem descontraído ...

O Novo CPC e o XX Exame de Ordem

“O exercício da advocacia mudará completamente em 2016 com a entrada em vigor do ...

ANULADAS MAIS DUAS QUESTÕES DA 1ª FASE OAB XXX

A OAB acaba de emitir um novo comunicado anulando mais duas questões da 1ª ...

FGV estende novamente prazo recursal OAB

O prazo de interposição de recursos ao resultado preliminar do XXIX Exame de Ordem ...