A primeira audiência a gente nunca esquece

Terminando a semana do advogado, vamos falar de um tema bem bacana. A primeira vez em que você coloca em prática a sua profissão é de fato um momento marcante. Para os advogados a “esteia” é ainda mais acentuada, pois pode passar por experiências inusitadas. Principalmente quando envolve, por exemplo, a sua primeira audiência. Sempre ouço relatos interessantes e por isso resolvemos abordar este assunto. Você, caro advogado, que durante toda a sua graduação estudou leis, jurisprudências doutrinas, exercendo a prática no NPJ da faculdade, e nunca foi a uma audiência, certamente se enquadra na expressão A primeira audiência a gente nunca esquece. Vamos a algumas dicas.

Leia também: As áreas mais procuradas na advocacia atualmente.

A primeira audiência a gente nunca esquece

Calma! Acima de tudo é preciso manter a calma e a tranquilidade. Lembre-se que você escolheu esta carreira, passou ao menos cinco anos para se formar e sabia que este dia chegaria, cedo ou tarde. Atente que á uma mera questão de preparo e não existe, no entanto, uma receita de bolo. Cada audiência terá sua característica e acontecimentos próprios.

Atente a todos os detalhes

Obviamente você conhece bem o processo e o caso de seu cliente. Entretanto, não custa reforçar. Além de ter um conhecimento amplo do caso que o seu cliente trouxe e você judicializou, procure conhecer pontos chaves com muita minucia, por exemplo, buscar qual a controvérsia da ação para dela extrair as perguntas feitas para a testemunha. É ainda pertinente determinar uma ordem cronológica de oitiva, em consonância com os detalhes do fato.

Levante previamente questões que possam ser feitas

Seja esperto e prevenido. Não seja pego de surpresa. Para tal, procure pensar o que o advogado da parte contrária faria e antecipe-se. Imagine quais seriam seus argumentos, as perguntas possíveis e pontos que você possa se contrapor.

Seja firme e passe confiança

Por fim, além de levar sua estratégia documentada em papel ou por meio digital e saber qual artigo de lei citar na hora de argumentar a favor do seu cliente, você deve sempre manter postura e tom de voz firmes, sem demonstrar nervosismo e medo. De nada basta um bom argumento se você não sabe como o expor.

Tags:

  • Show Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

comment *

  • name *

  • email *

  • website *

You May Also Like

5 dicas infalíveis para a 2ª fase da OAB

Muitos examinandos já iniciaram oficialmente uma nova etapa de preparação para o Exame de ...

Por que você precisa estudar para a repescagem OAB com o CERS

Se você está se preparando para realizar a repescagem OAB, na 2ª fase do ...

oratória para advogados

A importância da oratória para advogados

A profissão de advogado exige boa fala e comunicação assertiva. Quando o profissional fala ...

Presidente da OAB faz crítica ao extremismo político

O presidente nacional a OAB, Cláudio Lamachia, publicou nesta quinta-feira um artigo onde faz ...