Proibição de concursos públicos até dezembro de 2021 é contestada no STF

Proibição de concursos públicos até dezembro de 2021 é contestada no STF

Está no STF a ADI 6465, ajuizada pela Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco) contra a Lei Complementar 173/2020 que proíbe a realização de concursos públicos nos níveis federal, estadual, distrital e municipal até 31/12/2021, em virtude da pandemia do coronavírus.

A Lei Complementar não extinguiu por completo os concursos, estando autorizados, pelo seu art. 8°, inciso V, a realização de concursos para reposição decorrente de vacâncias de cargos efetivos ou vitalícios, o que de fato são a maioria dos concursos.

De acordo com a Fenafisco, ao disciplinar sobre regime jurídico de servidores públicos, a lei violaria a iniciativa reservada privativamente ao chefe do Poder Executivo.

Alguns estados não realizam concursos públicos desde 1990

Ainda de acordo com eles, o déficit de servidores públicos fiscais tributários atingiu uma proporção de 50% em vários estados. A entidade aponta que alguns estados não realizam concursos desde a década de 1990. Outro argumento feito é de que a norma atenta contra a autonomia administrativa de estados e municípios.

A ação foi distribuída por prevenção ao ministro Alexandre de Moraes, relator da ADI 6447. Ação na qual o Partido dos Trabalhadores questiona dispositivos da mesma lei.

Você pode se interessar também por:

OAB acelera debate sobre pedido de impeachment de Bolsonaro
STF decide que advogados públicos podem receber honorários sucumbenciais
OAB/MG emite nota criticando a suspensão de prazos dos processos físicos
Presidente da OAB encaminha pedido de punição de advogado de Flávio Bolsonaro
OAB aprova súmula que criminaliza violação de sigilo de advogado

Tags:

  • Show Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

comment *

  • name *

  • email *

  • website *

You May Also Like

Projeto propõe que serviços de advocacia sejam fiscalizados pelo Coaf

Projeto propõe que serviços de advocacia sejam fiscalizados pelo Coaf

Um projeto de lei de autoria do senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ) propõe que pessoas ...

MEC reconhece curso superior de tecnólogo em serviços jurídicos

O Ministério da Educação (MEC) reconheceu o curso superior de tecnólogo em serviços jurídicos. ...

Lula contrata ex-ministro do STF como advogado de defesa

O ex-presidente Lula segue investindo pesado na contratação de mais um advogado de defesa. ...

Deputado quer o fim de anuidade da OAB

O deputado federal José Medeiros (PODEMOS) apresentou Projeto de Lei para extinguir a obrigatoriedade ...

Em primeira decisão após reforma juiz multa testemunhas

Conhecido por ser o primeiro magistrado a aplicar a Reforma Trabalhista, o juiz José Cairo ...