Muitos imaginam que o Exame de Ordem é um desafio gigantesco e quase intransponível. De fato é um divisor de águas. É o seu “green card” para exercer a advocacia. Mas os verdadeiros desafios de sua carreira, acredite, começam após o recebimento de sua tão sonhada carteirinha da OAB. São muitas dúvidas que permeiam o jovem advogado, o advogado recém formado, independente da sua idade. Seguir carreira pública? Advogar? Associar-se a um escritório já atuante? Ou ir a luta para vencer o desafio de abrir um escritório de advocacia? Tenha em mente que abrir um escritório de advocacia não é uma missão das mais fáceis, principalmente se você não tiver experiência no ramo empresarial.

Leia também: Tumulto sem precedentes no judiciário brasileiro.

Planejamento estratégico inicial

Abrir seu escritório significa empreender. A partir desse momento você se torna empresário e gestor direto de sua carreira. Assim como qualquer empresário, o empreendedor do direito elaborar de imediato o seu plano de negócios. Esse planejamento é importantíssimo e deve apontar todos os seus rumos, suas metas e objetivos. Faça um prévio balanço de tudo aqui que sua empresa pode e quer alcançar a curto, médio e longo prazo. Nessa etapa, leve em conta a localização do escritório, a necessidade ou não da contratação de funcionários, além de pensar já na prospecção de clientes. Tudo isso faz parte do Plano de Negócios.

Planejamento financeiro

Ponto vital: grana, “la plata”, bufunfa. A falta de planejamento dos gastos e investimentos pode levar seu empreendimento ao fracasso antes mesmo de abrir. Uma opção de conseguir o dinheiro inicial pode ser a contratação de empréstimos ou até mesmo financiamentos. Mas esse ponto, acima de tudo, deve ser posto em prática com prudência e muito cuidado. É preciso projetar o quanto você terá de rendimentos para assim pagar os empréstimos e evitar a criação de uma dívida gigantesca. Pense nisso ainda mesmo no período da graduação.

Planejamento contábil

Buscar a assistência de um experiente profissional de contabilidade pode ser fundamental para garantir o seu sucesso, ou derrocada. O contador vai saber te orientar em assuntos de extrema relevância para abrir a empresa. Temas como, ter o seu próprio CNPJ e ainda ajustar o regime tributário mais adequado para o seu escritório, de acordo com os seus ganhos mensais.

Papel da OAB

Para finalizar esta matéria, alerto que para o seu escritório funcionar e ser aberto é necessário que o estabelecimento seja credenciado à Ordem dos Advogados do Brasil, OAB. Desta forma, antes de tudo, procure a seccional de seu estado e busque a orientação devida para a empreitada.

 

 

 

Tags:

  • Show Comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

comment *

  • name *

  • email *

  • website *

You May Also Like

FGV repete questões na Prova OAB

Lamentavelmente, observamos que esta edição da prova da OAB, o XXVI Exame de Ordem ...

Prorrogado! Aproveite 40% de desconto por mais 24h

A Promoção #TemDescontoSim continua! Vocês se juntaram aos professores do CERS, participaram do movimento ...

Atualização 2016: pessoa jurídica como sujeito ativo de crime

O professor Rogério Sanches Cunha disponibilizou gratuitamente um caderno de atualizações dos seus livros ...

Advocacia imobiliária: 6 dicas para a atuação do advogado na prática

O Direito imobiliário  é pouco mencionado durante a graduação de direito. No entanto, é ...

É hoje: palestra sobre Carga Tributária Brasileira

Nesta quinta-feira (30), o nosso estande na Conferência Nacional da Advocacia Brasileira segue com apresentações ...